Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


poema #2

por cineteratura100mg, em 30.09.14

a perfeita ordem das coisas

 

 

quando não estás
o universo fica desarrumado.
vira-se do avesso.
enviesa-se.
anda da frente para trás
e a gravidade multiplicada
faz-me mais pequena.
quando não estás
há o caos nos meus pés
que se enrolam e me tombam.
e nas minhas mãos também,
que deixam de saber tecer o presente.
na verdade em todo o meu corpo
que desaprende o sorriso
e a arte da paciência.
quando não estás
não há linha do tempo
nem sol.
e a chuva sobe e há nuvens verdes 
porque leva as florestas para o céu.
quando não estás
o universo fica em pantanas.
por isso, 
vem depressa,
para que o universo se recomponha.
e eu também.

 

cláudia moreira

Autoria e outros dados (tags, etc)



perfil

 photo 01206fd6-bfa9-48ec-9a24-de0761c942a1_zps232780df.jpg

contador


online


Posts mais comentados